segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Crescendo enfim!


Casa nova, quarto novo, pessoas novas... novas?!!
Por certo que não são muito novas, nem as pessoas, nem o quarto, muito menos a casa.
São novas na minha vida, mas não em suas histórias!

Uma nova vista pela janela,
Um novo barulho atrás da porta,
Um novo odor ao atravessar o corredor.
Novo?! Não... talvez diferente, mas nem tudo que é diferente é novo! Mas sem dúvida, tudo que é novo é diferente!

A saudade que bate é nova, mas a palavra é velha conhecida.
O sorriso e a excitação já foram antes vistos, mas não no tempo presente.

Novas oportunidades, novas experiências,
velhas histórias, velhos sentimentos.
.

Um comentário:

  1. Perfeito,maravilha de criatividade e narrativa.Bjs

    ResponderExcluir