terça-feira, 29 de março de 2011

Contando Estrelas



Contando Estrelas
Diogo Nogueira

Contando estrelas vejo a noite ir embora
E nem reparo na beleza do luar
O sol nascendo no horizonte faz aurora
E eu sofrendo nem consigo apreciar
O vento leva a terra clara do terreiro
E os passarinhos cantam pelo meu quintal
Meu coração aprisionado no celereiro
Se quer escuta a sinfonia matinal
A tarde cai e não apaga essa saudade
O céu azul sem testemunha perde a cor
O tempo corre, eu não percebo e assim
É minha vida com o fim do nosso amor
Devolve minha alegria
Volta correndo pro lar
A casa está tão vazia
Sem teu perfume no ar
A mesa da sala sem ninguém pra dar bom dia
Sem seu tempero pra agradar meu paladar
No porta retrato tudo que restou de nós
Sinto a falta do teu cheiro
Aqui no meu travesseiro, debaixo dos lençois
Volta que eu não quero mais
As lembranças dos meus ais
Traz o cheiro e o tempero
A beleza e a cor
Desse amor que é só da gente
Tô ficando amargurado
Com a cabeça no passado
Vem me dar esse presente

Nenhum comentário:

Postar um comentário