terça-feira, 31 de maio de 2011

Benditas

Sem clichês ou algo do gênero, mas a vida gosta de quem gosta dela!

Tem fundo do poço, mas também tem a vista de uma montanha sobre o mar.
Tem falta de caráter, mas também tem princípios para equilibrar.
Tem lágrimas, mas também têm gargalhadas que nos faz delirar.
Tem chuvas, tempestades e trovões, mas também tem um arco-íris para nos agraciar.
Tem solidão, mas também tem aquele amor para te aconchegar.
Tem esporro do chefe, mas também tem o happy hour com os amigos para extravasar.

Existem diversas formas de ver a vida, diversas formas de se viver, escolha a que melhor se encaixa, que te deixa mais feliz e siga. Não pare de seguir...

E benditas coisas que eu não sei...


Benditas coisas que eu não sei
Os lugares onde não fui
Os gostos que não provei
Meus verdes ainda não maduros
Os espaços que ainda procuro
Os amores que eu nunca encontrei
Benditas coisas que não sejam benditas

A vida é curta
Mas enquanto dura
Posso durante um minuto ou mais
Te beijar pra sempre o amor não mente, não
mente jamais
E desconhece do relógio o velho futuro
O tempo escorre num piscar de olhos
E dura muito além dos nossos sonhos mais puros
Bom é não saber o quanto a vida dura
Ou se estarei aqui na primavera futura
Posso brincar de eternidade agora
Sem culpa nenhuma
.


Nenhum comentário:

Postar um comentário