quinta-feira, 19 de maio de 2011

C'est la vi!


Sou louca, criança e espalhafatosa. Sou doce, manhosa e meiga. Sou cega, passional e romântica. Sou forte, cabeça feita e geniosa. Sou egoísta, egocêntrica e teimosa.  Sou leal, amiga e confidente.

Não passo a mão na cabeça de ninguém, por mais que eu goste. Aprendi que assim a vida caminha com mais facilidade. Sou dura, fria e seca. Sou fada, duende e bruxa.
Sou aquilo que você deseja quando eu quero e tudo que você detesta quando você me faz mal. Posso ser um anjo ou um demônio, depende de suas atitudes.

Demorei a aprender que nada nesta vida é de graça, nada vem fácil, nada cai do céu... Demorei a perceber que meu mundo cor de rosa não existe e que as pessoas, mesmo que inconscientes, são cruéis e só olham para o próprio umbigo. Individualismo é a moda.

Sou boba, ingênua e mimada. Não acredito em contos de fadas, já estou roxa de cair do cavalo branco, mas sei que em algum lugar, mesmo que distante ou que eu nunca ache, tem alguém que vai ‘encaixar’ na minha vida e seremos ‘felizes para sempre’.

Utopia! Milagre!

Não sei ao certo. Só sei que dói demais ver as mentiras, futilidades, fofocas, indiretas, falsidades, invejas, maldade e falta de caráter.

Não sou perfeita, estou muito longe disso. E na verdade não gostaria de ser perfeita, isso deve ser muito chato e de chato já basta EU. Mas que mundinho filha-da-puta que vivemos! Onde a lei do mais esperto prevalece, onde o risco calculado é premiado, onde ganhar a qualquer custo recebe medalha.

Indignada. Sim, estou. Cansada. Muito! Mas tenho que aprender a lidar com isso. Tenho que aprender a viver neste mundo cão e não me contaminar. Rir do óbvio, comer doces, agradecer, ter amigos, aceitar defeitos e perceber que nada vai ser como a gente quer e sim como deve ser.

Inconformada com as atitudes das pessoas e vivendo! C'est la vi!
.

2 comentários:

  1. Felipe L Milianos29 de maio de 2011 19:36

    rs... acho que a parte amarga da vida, é quando ela nos faz enfim por os pés no chão, não é mesmo? Passamos tanto tempo sonhando, carinhando, torcendo, aí então chega uma hora em que ela nos faz deixar de ser o que queríamos ser ou sentir para passar a ser como o mundo merece que sejamos... meu prazer em ler-te!

    ResponderExcluir
  2. Um mix de revolta, razão e desabafo!!!!

    Felipe de Lima

    ResponderExcluir