segunda-feira, 2 de maio de 2011

Débora


Vamos falar de uma menina perigosa. Uma menina escondida no corpo de uma mulher. Romântica, carente, única e surpreendente. Já passou por poucas e boas, mas não perde o sorriso no rosto e o calor no coração. Você pode até se enganar com ela, eu já me enganei algumas vezes, mas ela é assim, uma descoberta diária.

A trilha sonora da sua vida pode ser funk, samba, soul, mas tem que ser um ritmo quente, dançante, algo que não faça você parar, que quando começa seu corpo involuntariamente dança conforme as batidas. Porque ela é assim, um vendaval, um enxame de abelhas que, aliás, é o significado do seu nome.

Essa menina entrou na minha vida no dia 02/05/1986 e não saiu mais. Um anjinho de cachinhos dourados. Tornou-se a alegria da sua casa e de quebra da minha casa também. O tempo foi passando e aquele bebezinho lindo, foi se tornando uma criança espevitada que adorava, digo, ADORAVA se exibir. Dançava, fazia ‘shows’ e queria toda atenção só pra ela.

Foi crescendo mais e então a menina teve seu primeiro amor, se doou, amou e sofreu, mas como sofreu! Depois de um tempo aprendeu a se dar valor e cresceu. Cresceu na base da pancada, perdeu os pais cedo e decidiu morar sozinha. Mais algumas pancadas e um novo amor. Afastou-se de tudo e de todos. Mais uma vez, se entregou e se doou, esqueceu do mundo e depois percebeu que era tudo uma grande ilusão.

Senti dor. Chora. Quase morre por dentro. Ainda dói, eu sei, mas ela se acostumou e sabe que a vida continua e precisa seguir em frente e segue, se divertindo, rindo e sendo feliz. Foi só mais um capítulo ou mais uma porrada, que com o tempo vai ser apenas uma lembrança/lição. Espero!

Muitas pessoas criticam, julgam seu jeito de ser, mas quer saber, ela faz o que tem vontade e tenho certeza que estas pessoas só queriam ser um pouquinho do que ela é:  AUTÊNTICA, ATREVIDA e PETULANTE.

Eu brigo, batemos de frente, mas seguimos ali, uma perto da outra. E sabe o que é melhor: é poder chamá-la de amiga. Contar bobagens, rir juntas e nos apoiarmos quando é preciso. Acordar com ela pulando em cima de mim e saber que existem pessoas assim, capazes de transformar um pequeno instante em grande momento. Isso é o que faz a vida valer à pena!

Isso é só um pouco do amor que eu sinto por você e sei que não temos o mesmo sangue, mas você é parte da minha vida, é parte do meu mundo. Então, se às vezes eu falo coisas que você não quer ouvir, se eu brigo e sou dura, é porque te amo muito e quem ama cuida, sabia?

Parabéns!!! E que seja mais um ano de realizações e felicidade. E continue assim, uma menina feliz!

Te amo!

Um comentário:

  1. Ai mel mt obrigadaaaa.... eu adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii.... Te amoooooooooooooo

    ResponderExcluir