domingo, 31 de julho de 2011

Viver e não ter a vergonha de ser feliz!

Eu te deixo ser. Deixa-me ser, então.
Clarice Lispector


Quando alguém tenta rotular-me baseado no que eu escrevo ou pelo que vê, eu limito-me a sorrir de maneira sarcástica e fico pensando na ingenuidade e/ou maldade das pessoas em acreditar que é possível saber quem sou.

Conhece-se aquilo que eu quero que seja conhecido. Conhece-se a face que eu desejo mostrar. Eu visto a cada manhã, a ‘máscara’ que eu desejo que seja vista pelos demais. Máscara não no sentido de ser falsa e sim que ninguém precisa saber o que acontece na minha vida, ninguém precisa saber dos meus choros, das minhas angústias, dos meus sentimentos. Limito-me a deixar a Melissa que sorri, a Melissa que se diverte e faz bem as outras pessoas.

É engraçado e interessante perceber quanto um sorriso incomoda. Tenho problemas e defeitos como todo mundo, apenas gosto de passar por isso tudo com alegria e acreditando sempre no melhor. Tudo, tudo que passamos gera aprendizado e é bom demais saber um pouquinho mais a cada ‘surpresa’ da vida.

Cada dia que passa, eu fico mais sábia, a cada pancada, um conhecimento a mais. A cada julgamento, aprendo a conhecer melhor as pessoas e decidir quem fica e quem vai passar pela minha vida.

Não sou melhor do que ninguém, longe de mim isso, odeio perfeição, se é que existe algo perfeito, apenas quero ver a vida e vivê-la da maneira que achar melhor.

E a cada novo rótulo que eu ganho, eu alargo meu sorriso e calmamente digo: Eu quero mais é ser feliz!

5 comentários:

  1. Felipe L Milianos31 de julho de 2011 19:18

    Olha só, passando pra deixar lembranças em seu cantinho, moça. Sabe, acho que no fundo, todos acabam nos rotulando de alguma forma, onde poucos realmente nos enxergam, não por serem cegos, mas por serem preguiçosos e desinteressados. A real é que só se importam em querer mostrar quem são... beijos menina!

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu texto, Melissa. Penso igual, se vermos o melhor em tudo, sofremos menos. Isso não quer dizer alienação, somente escolha. Na vida tudo é aprendizado, a dor e a alegria. Um bom domingo!

    ResponderExcluir
  3. Sou livre, voô com o vento, paro na rosa, sinto teu perfume.
    Não olho tuas curvas, tão perfeitas, enxergo o teus olhos, espero o brilho, a verdade...
    Não me vista, não me compre, não me almeje.
    Apenas deixe que as máscaras caiam, e então verão o quão verdadeiro sou.

    ResponderExcluir
  4. GENTE, A M E I demais! Juro, juro, juro!

    ResponderExcluir
  5. A simplicidade do texto contrasta com a profundidade do que foi dito, combinação que agrada muito ao leitor, temperada ainda com fortes doses de humanidade!!!!!!

    Felipe de Lima

    ResponderExcluir