quinta-feira, 15 de março de 2012

Tanto faz



Eu não disse que estava indo embora, não fiz ameaça, não fiz joguinhos estou-indo-embora-me-peça-para-ficar... deixei minha vida seguir. Não dei aviso, nem uma última satisfação.

Você me mostrou o quanto à vida pode ser boa com você e eu viciei. Após, você veio e me mostrou que também pode ser ruim e dolorido, e eu me libertei.

Mas acima de tudo, você me mostrou que tudo pode ser maravilhoso quando eu to bem comigo mesma e esse é meu novo vício. E não há mais nada a ser feito. Me queira bem, fique bem.

Tenho todos os motivos do mundo para te odiar, mas quando tudo passa e volta para o lugar, só resta carinho ou indiferença. E eu não me importo mais com nada, tanto faz, já fui.


*Hoje regurgitando algumas coisas, saiu este texto, meu, adaptado de algum outro texto lido por aí, em algum dia, não sei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário